A recepção da Revolução Cubana no Brasil: a historiografia brasileira

Claudia Wasserman

Abstract


Este artigo, cujo objetivo é analisar a historiografia brasileira a respeito da Revolução Cubana, é resultado de uma pesquisa realizada sobre a produção de livros e artigos dos intelectuais brasileiros que trataram desse tema. Jornalistas, historiadores, sociólogos, educadores, psicólogos, líderes religiosos ou comunitários escreveram sobre a Revolução Cubana, sobre as relações de Cuba com o Brasil e a América Latina, sobre a influência exercida pelo processo na luta política brasileira e internacional, sobre os líderes revolucionários, como Fidel Castro e Che Guevara, entre outros temas abordados ao longo desses anos, desde a eclosão da Revolução Cubana até hoje. O presente artigo trata especificamente desses intelectuais, com o objetivo de conhecer quais foram as polêmicas e debates suscitados pelo processo cubano.

Full Text:

PDF




© 2017 Tel Aviv University