Sexualidade e Identidade na Historiografia Brasileira dos anos vinte e trinta
PDF

How to Cite

Rago, M. (2014). Sexualidade e Identidade na Historiografia Brasileira dos anos vinte e trinta. Estudios Interdisciplinarios De América Latina Y El Caribe, 12(1). Retrieved from http://eial.tau.ac.il/index.php/eial/article/view/989

Abstract

A preocupação em "inventar o Brasil", isto é, em descobrir as supostas raízes históricas do país, contidas na linha de continuidade dos eventos históricos, unindo presente e passado, encadeando os processos sociais, políticos e culturais marcou o horizonte de muitos intelectuais brasileiros, entre os anos vinte e trinta Envolvidos com a tarefa de determinar futuros possíveis, de encontrar as formas de superação dos obstáculos ao desenvolvimento social e econômico, perguntaram-se pelos traços que marcaram a cultura nacional, pelas características essenciais do "povo brasileiro", pelo passado que o havia constituído como tal. "Que país é este?" foi a questão a que procuraram responder em termos das interpretações das origens históricas do Brasil, da colonização à contemporaneidade. "Que país queremos que seja?" tem sido a pergunta colocada desde então, retomada em sucessivas ocasiões, inclusive agora, na era da globalização, em que se desfazem as antigas referências nacionais.
PDF

Copyright © 2012-2013 Estudios Interdisciplinarios de América Latina y el Caribe.
ISSN 0792-7061
Editores:  Ori Preuss; Nahuel Ribke
Instituto Sverdlin de Historia y Cultura de América Latina, Escuela de Historia
Universidad de Tel Aviv, Ramat Aviv,
P.O.B. 39040 (69978), Israel.
Correo electrónico:  eial.journal@gmail.com
Fax: 972-3-6406931